sexta-feira, 29 de abril de 2011

Um novo Evangelho: “ O Evangelho segundo os Santos Evangélicos”



Já e de nosso conheocimento os quatro evangelhos: Mateus, Marcos, Lucas e João, mais hoje quero apresentar-lhes um novo evangelho: “O evangelho segundo os Santos Evangélicos”

Estimo que já é de conhecimento de todos e uma grande maioria o pratica...

Trata-se de uma teologia baseada simplesmente no “EU”, um evangelho onde o centro é o homem, um evangelho onde o tema central é a prosperidade, um evangelho para beneficio próprio, onde apenas os lideres eclesiásticos posssuem regalias e vivem uma vida sem privação nenhuma.

Infelizmente nesse evangelho Jesus não é o tema central, vou aqui examplificar:

  • Os bancos, a mobília, o pulputo são para o conforto exclusivamente dos homens (me veio a memória um certo DVD que vi de um ministério que pregava na África, onde a igreja era feia com troncos de arvores, espinhos, duros e aquelas pessoas mortas de fome iam adorar a Deus e sorriam... louvavam.. mesmo sabendo que dormiriam com fome e veriam muitas mortes por conta da Malária.. Isso é Evangelho!) escolhem itens confortáveis, cores do seu gosto.. enfim...
  • A programação do Louvor não poderia ser diferente! Programam todo o louvor pensando no conforto da membresia. Dois corinhos avivados para agradar aos jovens, dois corinhos espirituais para as pessoas poderem cantar assentados para não se cansarem...
  • As músicas ali cantadas são um caso a parte, com suas letras voltadas para massagear o EGO dos ouvintes, cheias de EU... A proposta é sempre proporcionar o bem estar dos ouvintes! Musicas que ordenam e reivindicam de Deus restituição, riqueza e prosperidade!
  • A pregação segue a linha do Louvor! Normalmente são campanhas intermináveis sobre como adquirir riquezas e ser prospero, ser cabeça. As vezes a palavra que é tão importante por ser nosso alimento espiritual leva menos tempo do que o louvor... (Como gostaria de ver faixas grandes nas igrejas anunciando pregações como: “Negue a si mesmo”, “Servir a Deus é renunciar”, “Seremos perseguidos por amor a Cristo”, “Leve sua Cruz”).
  • Em determinado momento convidam aos visitantes a aceitarem Jesus... Como isso tem sido distorcido! Será mesmo que nós que temos que o aceitar? Ou não seria ele que nos aceita?..

Poderia escrever inúmeros exemplos de como temos deixado o verdadeiro evangelho esquecido, aquele puro e genuíno... Substituído por um evangelho que nada mais é do que um apanhado de versículos e capítulos isolados de Mateus, Marcos, Lucas e João. Esse “apanhado” é feito de passagens cheia de promessas e palavras que nos beneficiam, uma heresia sem fim!

Estamos trocando o sangue precioso do nosso Senhor e Salvador Jesus pelo dinheiro, pela fama, pelo status, por prazeres, por riquezas! Como é triste olhar essas situações e a realidade da nossa igreja hoje. Será mesmo que é essa noiva que ele virá buscar?  Nós apologistas sofremos, ao contrário do que todos pensam NÃO gostamos de expor os escândalos dos lideres... Dói o coração, ver a noiva se corromper e se transformar em uma Prostituta! Vemos grandes lideres e pessoas usadas no passado por Deus serem manchadas, corrompidas.... Mas a verdade precisa ser dita, precisamos abrir os olhos dos que estão cegos, necessitamos examinar assim como os irmãos de Beréia.

Com esse texto não quero julgar a igreja, pessoas ou doutrinas. Quero apenas fazer com que os leitores se atentem para esse “Evangelho dos Santos Evangelhos” que é nociva a toda sociedade Cristã.

Meu desejo e objetivo é fazer com que haja uma auto analise e que então perceba-se a qual evangelho temos praticados.

Peço ao amado Espírito Santo que fale a cada um... e que haja mudança de vida! Mudança de comportamento! Que haja nos corações um arrependimento verdadeiro! Que comece a nascer dos corações a vontade de viver e pregar um evangelho puro e genuíno! O único que Jesus nos instruiu... e que nos levará aos céus!

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Até onde vai nossa Liberdade em Cristo?

Em vista do polêmico tema sobre a "Música Secular", venho então com outro texto para tentar exemplificar algumas cositas más. Como o tema já diz, A Liberdade em Cristo, não lhe dá liberdade para fazer o que quer, então vamos lá.

“Para a liberdade foi que Cristo nos libertou...” (Gl 5. 1).

Quando citada essa liberdade em Cristo, logo nos vem a mente que podemos fazer TUDO, não acha? NÃO, se você pensa assim, você está errado. Essa liberdade que o Apóstolo Paulo se refere é simplesmente ao oposto da escravidão a qual vivíamos no pecado. Todavia alguns "cristãos" estão fazendo mau uso de sua liberdade.

Podemos relativizar essa liberdade em Cristo com o nosso próprio egoísmo, pensando assim: "Eu sou Livre em Cristo, posso fazer o que quiser". Olhamos para o nosso próprio umbigo, para os nossos direitos e o que importa é apenas exerce-los sem ao menos me importar com nada nem ninguém.

Vamos analisar o que Paulo diz em Coríntios: “Vede, porém, que esta vossa liberdade não venha, de algum modo, a ser tropeço para os fracos.” (1Co 8. 9). 
“E, por isso, se a comida serve de escândalo a meu irmão, nunca mais comerei carne, para que não venha a escandalizá-lo.” (1Co 8. 13)
Paulo nos mostra o bom uso da liberdade cristã como algo essencial. E nos afirma que essa nossa liberdade deve nos levar a rejeitar, se necessário, os nosso direitos mais dignos e básicos, quando se trata do crescimento do próximo.
Mas o que tem acontecido nos nossos dias, é uma grande maioria de egoístas querendo exercer seus direitos, sem pensar nos deveres.  Sem pensar ao menos, no pequenino na fé. E isso leva ao um confronto com Cristo, deixando de lado seu exemplo. 
"Se a minha liberdade não me leva a deixar meus direitos por amor ao próximo, não sou verdadeiramente Livre" - Fayson Merege

É justo fazer algo em minha vida, sem ao menos avaliar a repercussão que isso pode me custar? Se isso repercute em mau testemunho (Mesmo estando nos meus direitos) alguém será de alguma forma impactado negativamente. E nisso, onde está nossa conduta cristã? 
#Reflita sobre as palavras de Jesus:
“Qualquer, porém, que fizer tropeçar a um destes pequeninos que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma grande pedra de moinho, e fosse afogado na profundeza do mar. Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é inevitável que venham escândalos, mas ai do homem pelo qual vem o escândalo!” (Mt 18. 6-7) 

Ouvir a "música secular" em si, não é pecado, não é errado. Dizer isso, é ser muito Ignorante eu diria. Pois O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem (Mt 15.11). 

E pra fecharmos o assunto, o pecado de ouvir a "música secular" se originará ao tempo dedicado a mesma (quando isso tira sua comunhão com Deus), o seu testemunho e a sua conduta em relação as músicas ouvidas. Acredito que cada qual, saiba até onde vai sua liberdade em Cristo. Apenas não seja pedra de tropeço na vida de alguém.
Até onde vai sua liberdade em Cristo? E até onde vai o seu amor pelo próximo?


quarta-feira, 27 de abril de 2011

A soberba

Isso aconteceu em num vôo internacional.

Uma senhora branca, de uns cinqüenta anos, senta-se ao lado de um negro.
Visivelmente perturbada, ela chama a aeromoça:
A aeromoça diz: Qual é o problema, senhora?
E a senhora impacientemente responde:
- Mas você não está vendo?
- Você me colocou do lado de um negro. Eu não consigo ficar do lado destas pessoas.
Dê-me outro assento.
- Quase todos os lugares deste vôo estão tomados. Vou ver se há algum lugar disponível.
A aeromoça se afasta e volta alguns minutos depois.
- Minha senhora, como eu suspeitava, não há nenhum lugar vago na
classe econômica.
Eu conversei com o comandante e ele me confirmou que não há mais lugar na executiva.
Entretanto ainda temos um assento na primeira classe.
Antes que a senhora pudesse fazer qualquer comentário, a aeromoça
continuou:
- É totalmente inusitado a companhia conceder um assento de primeira classe a alguém da classe econômica, mas, dadas as circunstâncias, o comandante considerou que seria escandaloso alguém ser obrigado a sentar-se ao lado de pessoa tão execrável.
E dirigindo-se ao negro, a aeromoça complementa:
- Portanto, senhor, se for de sua vontade, pegue seus pertences que o assento da primeira classe está à sua espera.
Todos os passageiros ao redor que, chocados, acompanhavam a cena, levantaram-se e bateram palmas.


A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda.
Provérbios 16:18


Jesus te ama

terça-feira, 26 de abril de 2011

O Sussurro de Deus


Bom Dia Galera! Tudo tranquilo?? Sol ta bunito, ta esquentando e eu to morrendo de sono (que novidade). Gentemm, vo conta uma histórinha para vocês, entãão, "Senta que lá vem a História".

Um jovem executivo dirigia seu carro novo pela vizinhança, correndo um pouco demais. Observando que algumas crianças corriam entre os carros estacionados, diminuiu um pouco a velocidade. De repente um tijolo espatifou-se na porta lateral do carro. Freou bruscamente e deu ré até o lugar de onde teria vindo o tijolo. Saltou do carro furioso e pegou bruscamente uma criança, empurrando-a contra um veículo estacionado e gritou:

– Olha só o que você fez! Este é um carro novo e caro; aquele tijolo que você jogou vai me custar muito dinheiro. Por que você fez isto?

– Por favor, moço, me desculpe, eu não sabia mais o que fazer! Ninguém estava disposto a parar e me atender. - implorou o pequeno menino.

Lágrimas corriam do rosto do garoto, enquanto apontava na direção dos carros estacionados.

– É o meu irmão. Ele desceu sem freio e caiu de sua cadeira de rodas e eu não consigo levantá-lo.

Soluçando, o menino perguntou ao executivo:

– O senhor poderia me ajudar a colocá-lo em sua cadeira de rodas? Ele está machucado e é muito pesado para mim.

Movido internamente, muito além das palavras, o jovem motorista, engolindo a seco, dirigiu-se ao menino caído e colocou-o na sua cadeira de rodas. Depois tirou seu lenço e limpou as feridas e arranhões, verificando se tudo estava bem.

– Obrigado, moço, e que meu Deus possa abençoá-lo.

O homem então viu o menino se distanciar, empurrando o irmão em direção a sua casa. Foi um longo caminho de volta para o carro. Um longo e lento caminho de volta.

Aquele jovem nunca consertou a porta do seu carro. Deixou amassada para lembrá-lo de não ir tão rápido pela vida, que alguém tivesse que atirar um tijolo para obter a sua atenção.

Deus sussurra em nossas almas e fala aos nossos corações. Algumas vezes, quando nós não temos tempo de ouvir, Ele tem de jogar um tijolo em nós.

Qual vai ser a sua escolha: ouvir o sussurro ou esperar pelo tijolo?

"Um suave sussurro é o que ouvimos dele. Mas quem poderá compreender o trovão do seu poder?" Jó 26:14

Fiquem na Paz!

Gustavo Woerner - @GustavoWoerner - Evangelista Maltrapilho

segunda-feira, 25 de abril de 2011

"Música Secular": É Pecado ou não?


Salve Salve galeritia, hoje o assunto que trataremos é meio "polêmico". Afinal são diversas opniões sobre o mesmo, fazendo-o assim, de certa forma, um bom debate. Primeiramente, gostaria de deixar bem claro (Antes que seja apedrejado) que estarei dando a minha opnião e o que EU acho sobre o mesmo, portanto, se alguém comentar, comente com moderação. Você cara leitor, é livre para não concordar, todavia não usar de ignorância. Ou então, faça como nossos amigos do @Crentassos, faça uma trollagem bacana, que gere algo construtivo para ambos.

 Eu tenho poucos anos de Cristão, faz cerca de 4 anos que me converti verdadeiramente e que venho tentando a cada dia ser um cristão verdadeiro em meio esse mundo "em-vão-gélico". Tenho meus confrontos comigo mesmo, diariamente. Não sei todas as respostas, Não sei tudo sobre religião, dogmas, doutrinas e derivados (E acho que nem queria sabe-las). Tenho tentado caminhar em uma forma diferente no cristianismo, mas não posso e nem devo perder a essência do Verdadeiro Evangelho. Enfim, fica pra outro post descorrer sobre o que EU ando pensando desse "Mundo Gospel" e do "Mundo Cristão" Atual. Voltemos ao tema: "Música Secular": É Pecado ou não?

Eu partiria do princípio tal: "Alguns (Ou a maioria) dizem que ouvir a "música secular" é pecado, porque os compositores não estão adorando o Deus, não foi feita pra Deus, etc e blá blá blá". Mas, convenhamos que a MÚSICA de qualidade hoje, tanto no "gospel" como no "secular" está difícil. Convenhamos também que, existem músicas de qualidade no meio "secular", como existem músicas ruins, abusivas, de adoração a Satanás e isso é explícito (Não darei exemplos, para não dizerem que sou "Ignorante" ou coisa e tal). Mas eu gostaria de entrar no seguinte questionamento:

"Se ouvir a "música secular" é pecado, não seria pecado também eu usar citações/ler livros/assistir filmes/programas de Tv secular/mundando?" Em tudo isso, nós escolhemos o que é bom e o que é ruim para nós. Ninguém assiste filme de Terror, Ninguém lê um livro "macabro", ninguém usa frases de Satanistas, por exemplo. É muito fácil dizermos que ouvir a "música secular" é pecado, mas ao mesmo tempo, usarmos e abusarmos do que eu citei acima que TAMBÉM veio de pessoas seculares, que NÃO louvam a Deus, com o que fazem.

Quantos cristãos HOJE, não usam as frases bonitas da Clarice Lispector, não assistem um filme romântico, lê um livro com história bonita e etc? Por acaso, não escolhem o que é mais interessante, e o que é melhor para cada um?

Então, entramos no texto do Apóstolo Paulo em Filipenses 4:8: Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. 
E pra deixar mais claro ainda, o Apóstolo Paulo em 1ª Coríntios 10.23 diz: Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam. 

Interessante e intrigante, não acha? Porque com a "música secular" é pecado ouvir, e não é pecado assistir um "filme secular"? Acredito, que nós temos que parar com essa ignorância muitas vezes. Se tudo o que for "secular" é pecado, teríamos que viver em um "Mundo Gospel", onde teríamos que somente ouvir "música gospel", assistir "programa gospel", ler "livro gospel", estudar em "escola gospel" e tudo quanto é "gospel", não acham?

Certa vez, fiz essa pergunta para o @Clebermpc: " Se a música "secular" tem uma letra agradável, a musicalidade também, mas os integrantes bebem, fumam e tudo mais. É errado escutar determinada banda?" E a resposta, foi a seguinte:
Se me permite, gostaria de responder a essa pergunta com uma outra pergunta. É errado ouvir música "não secular", ou "gospel", sendo que os integrantes que as tocam, mentem, fofocam, praticam glutonaria, julgam, acessam pornografia na internet, entre tantas outras coisas sendo que esses, sabem que é pecado? Afinal, os que fumam, bebem e tudo mais, não sabem ou não consideram que o que fazem seja pecado. Não dá uma boa reflexão isso?

Bom, falei, falei e não dei minha opnião. Então falarei o que penso!
Com tanto questionamento que fiz acima, já deu pra perceber +/- o que penso, não? Mas enfim, não acho "Pecado" ouvir, desde que EU saiba o QUE e QUEM ouvir. Mas, não posso ser Liberal enquanto isso, não posso me deixar corromper por isso. Tenho que saber o que de FATO é bom e ruim pra mim.  Mas, se você acha que ouvir a "Música Secular" te implica na Salvação, não escute. É simples.

"Jesus, andava com os pecadores, e isso não fez d'Ele um pecador".
Mas, cuidado com QUEM ANDAS, OS LUGARES QUE FREQÜENTA, NÃO É PORQUE TODO MUNDO FAZ, QUE ÉS ISENTO AO PECADO. A LIBERDADE EM CRISTO JESUS, NÃO LHE DÁ O DIREITO DE FAZER TUDO O QUE BEM ENTENDER.

domingo, 24 de abril de 2011

Páscoa: Morte, Ressurreição e Nova Vida

Para muitos, a Páscoa se tornou a "Festa dos Chocolates" mesmo sabendo o verdadeiro significado da mesma, que é a Paixão de Cristo, A Morte, Ressurreição e Nova Vida. E isso se dá ao luxo de como o capitalismo é influente no nosso mundo, ou para os mais conservadores do cristianismo, ação do Diabo para mudarem o foco, principalmente para as crianças. 

Acredito que a Páscoa além de ser uma tradição, se tornou algo "obrigatório" a se lembrado e comemorado. Para os "cristãos", a Paixão de Cristo. Para os "não-cristãos", a "Festa dos Chocolates". Mas, eu gostaria de questionar o fato de que, somente devemos nos lembrar da Paixão de Cristo, na Páscoa? Não deveríamos nos lembrar dessa atitude de AMOR todos os dias? Porque temos que "comemorar"/"lembrar" o que Jesus fez por nos com datas específicas?

#Pare #Pense #Reflita TODOS os dias.

Bora Refletir um pouco então, sobre a Páscoa?

Primeiramente, Páscoa do hebraico pessach significa passagem. Poderíamos entender que: Páscoa é a passagem da Morte para a Vida, a Nova Vida. Como no título desse texto, eu vejo a Páscoa com as três dimensões: Morte, Ressurreição e Nova Vida. Vejamos:

Morte: Se lermos os livros do Antigo Testamento, notaremos quantos sacrifícios eram feitos com animais, para a purificação dos pecados. Porém, somente animais puros poderiam ser sacrificados. Deus exigia sacrifícios de animais para que a humanidade pudesse receber perdão dos seus pecados (Levítico 4:35; 5:10). De acordo com Levítico 1:1-4, um certo procedimento era para ser seguido. Primeiro, o animal tinha que ser perfeito. Segundo, a pessoa que estava oferecendo o animal tinha que se identificar com ele. Então, a pessoa oferecendo o animal tinha que infligir morte ao animal. 
Todos sabem que a morte de Jesus na cruz, foi para pagar o preço dos pecados da humanidade. Mas poucos o vêem como o Cordeiro Perfeito ao sacrifício. E não o foi crucificado como um "Ser Supremo", mas como Homem, se fazendo igual a mim e a você. Eu vejo a Morte na Cruz o sinal verde para a liberdade. O divisor de águas entre a humanidade e Deus. O Véu rasgado me dá livre acesso para me achegar a Deus, mesmo sendo pecador.  A morte de Jesus na cruz, foi a maior prova de amor que alguém já fez por mim. Para você, o que significa a morte? Como você vê Jesus morto em uma Cruz?

Ressurreição: "Eu sou a Ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá. E quem vive e crê em mim não morrerá" (Jo 11.25). Lembremos da ressurreição de Lázaro, onde fica claro que quem crê em Jesus há de viver, mesmo estando morto. Nem mesmo a morte é capaz de excluir o amor. O amor é mais forte que a morte. Todos sabem que  ao 3º dia Jesus ressuscitou dos mortos. (Quando souberam do acontecimento, muitos disseram que a profecia havia se cumprido). Poucos sabem que quando a ressurreição ocorre em sua vida, Jesus está em você, Jesus ressuscita você. É assim que eu vejo a ressurreição de Cristo, a esperança de uma Nova Vida. Pois quando eu ressurjo do túmulo para a vida, eu caminho ao encontro de Jesus, mesmo que não o veja, mesmo que não pense nele. Para você, onde é que existe vida verdadeira e onde há somente rotina vazia? Quando você sentiu a ressurreição em sua vida?

Nova Vida: "...Eu vim para que tenham vida, e vida em abundância" (Jo 10.10 parte "B" do versículo).  No evangelho de Lucas, Jesus se apresenta a nós das mais diferentes maneiras, como guia e autor da nossa vida. Conduz-nos à vida, pondo-se à procura do que se perdeu em nós e levando-nos novamente a plenitude. Jesus me trás uma Nova Vida. Jesus se encontra onde existe vida, e não onde, por meio da vida, nós nos refugiamos recorrendo a uma devoção regulamentada (Anselm Grün). Todos querem uma Nova Vida. Mas poucos a recebem a Nova Vida que Jesus, a Ressurreição oferece. "Para mim a vida é Cristo, e a morte, lucro" (Apóstolo Paulo em Filipenses 1.21). Em que consiste a vida para você? Você poderia hoje, durante o dia todo, tentar completar a frase: "Para mim a vida é ..." É esta experiência que Jesus lhe permite fazer: Você é livre para viver.

Tente experimentar a Páscoa esse ano, de uma forma diferente de todas as que você já "Comemorou/Celebrou". Para você "Não-cristão" que "Celebra" com a "Festa dos Chocolates" ou para você "Cristão" que "Celebra" por "rotina" da sua Igreja, tente ver Jesus como o "Morto", mas que Ressuscitou e lhe trouxe a Nova Vida HOJE.  

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Pra que outros possam viver, vale a pena morrer



Fiquei profundamente impactado com essa ministração, são verdades que nos confrontam, acho que pelo fato de quase não ouvir algo desse nível foi o principal motivo de ter ficado impacto.

Escutamos e lemos muita coisa sobre esse evangelho barato que estão pregando por aí...só milagres milagres, vitória, Deus vai te abençoar, Deus vai te prosperar.

Isso é evangelho! "Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo." (Romanos 14 : 17)

Segue abaixo uma palavra dada pelo vocalista do Ministério Livres para Adorar.


Pra que outros possam viver, vale a pena morrer

Pra que outros possam sorrir, vale a pena chorar;

"Portanto, visto que temos este ministério pela misericórdia que nos foi dada, não desanimamos. Antes, renunciamos aos procedimentos secretos e vergonhosos; não usamos de engano, nem adulteramos a palavra de Deus. Ao contrário, mediante à clara exposição da verdade, recomendamo-nos à consciência de todos,  diante de Deus. Pois não pregamos a nós mesmos, mas a Jesus Cristo, o Senhor, e a nós como escravos de vocês, por causa de Jesus. De todos os lados somos pressionamos, mas não desanimamos; ficamos perplexos, mas não desesperados; somos perseguidos, mas não abandonados; abatidos, mas não destruídos. Trazemos sempre em nosso corpo o morrer de Jesus, pra que a vida de Jesus também seja revelada em nós. Pois nós que estamos vivos somos sempre entregues à morte por amor a Jesus, pra que a Sua vida também se manifeste em nosso corpo. De modo que em nós atua a morte; mas em vocês, a vida. Por isso não desanimamos. 

Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles.

Assim, fixamos os olhos, não naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, é passageiro, mas o que não se vê é eterno."
Pra que outros possam viver, vale a pena morrer.

E nas palavras de 2Co 4 que nós acabamos de ler, pra que outros possam viver, não apenas vale a pena morrer, como deve-se morrer, deve-se. Pra que outros possam viver, deve-se, é necessário morrer pra que haja vida, trazendo sempre em nosso corpo o morrer de Jesus, pra que a vida de Jesus também seja revelada em nosso corpo, pois nós que estamos vivos, somos sempre entregues à morte por amor a Jesus, pra que a sua vida também se manifeste em nós de modo que em nós atua a morte, pra que em vocês, pra que em outros, atue a vida. Assim como a semente que não morre, não germina, assim como a semente que não morre é incapaz de gerar frutos, aquele que não morre é incapaz de gerar vida, incapaz... Não fosse o sangue do Cordeiro, não fosse o sangue de todos os mártires que vieram antes de nós, não fossem aqueles que vivem como se não pertencessem a este mundo, não seríamos conhecedores das boas novas da vida, não seríamos. Mas se as coisas são assim, se isso é verdade, se isso reflete a realidade, se o Senhor teve toda a intenção de dizer exatamente o que Ele disse, por que é então que não morremos? Por que é então que o mundo está cansado de ver uma igreja que deveria carregar a imagem da morte, mas não carrega... não carrega. E não carrega porque ela mesma recusa-se a morrer. Se a ordem é essa... se a ordem é essa por que é então que não vemos mais vidas sendo geradas? Nações sendo alcançadas em meio à voluntária entrega da vida por parte daqueles que se dizem cristãos... por quê? por quê? Porque existe algo de muito errado em nosso meio. Existe algo de muito errado em meio aquilo que chamamos de evangelho do reino de Deus, evangelho do reino de DEUS, não o evangelho do reino dos homens para os homens, não o evangelho do reino desta terra para esta terra, não o evangelho do seu reino pra você mesmo, para o seu próprio benefício... mas o evangelho do reino de Deus, para o benefício de Deus. E existe algo de muito errado porque estamos confundindo o evangelho do reino de Deus, que é para Deus, com outros evangelhos. E o povo, por falta de líderes que preguem o que o povo precisa ouvir e não o que o povo que ouvir... o povo está adorando outros bezerros de ouro. E o grande bezerro de ouro dos nossos dias é a benção. O grande bezerro de ouro dos nossos dias é a vitória, é a conquista, é o bezerro da prosperidade, é a saúde, é o meu bem-estar, é o meu conforto, é a minha necessidade, é o meu reino, é a minha vida. Sete passos pra alcançar a benção aqui. Quarenta dias de jejum da vitória ali. Doze maneiras pra ser próspero um pouco mais adiante. E trezentas e dezoito formas pra você fazer com que Deus faça aquilo que você quer que Ele faça, não importa se Ele queira fazer ou não. Porque, afinal, o modelo de Jesus "Não seja feita a minha vontade, mas a sua" serve pra Jesus, serve pro Filho de Deus, não serve pra mim, não serve pra igreja. 

Quantos já foram a alguma campanha do negue-se a si mesmo? Campanha dos três passos para morrer? Ou a campanha das sete maneiras de amar o seu próximo como a si mesmo? Campanha dos quarenta dias de jejum pra que eu possa carregar a minha cruz? Não? Nunca foi? Por quê não? Ora, porque não é isso que é importante, não é isso. Porque o importante é eu ter o carro do ano. Porque o importante é eu ser abençoado. O importante é eu mostrar o quão abençoado sou, preciso mostrar. Eu preciso mostrar. Porque, afinal de contas, se ando de carro importado é porque Deus me deu, né, Deus me deu. Porque é muito óbvio que Deus está muito mais importado com o meu ego... Eu sou, eu sou tão espiritual e abençoado, que é muito óbvio pra mim, e é muito óbvio só pra mim, que Deus está mais preocupado em colocar dinheiro nas minhas mãos, pra que eu possa comprar coisas caras e tolas, do que está preocupado em colocar recursos sobre os meus cuidados, pra que eu possa, de alguma maneira, aliviar a dor dos aflitos...

Porque Deus é tão bom pra mim, Deus é tão sábio, Ele é tão misericordioso, que Ele prefere que eu compre pra mim o meu centésimo par de sapatos, Ele prefere... é, Ele prefere que eu faça isso mais do que prefere que eu compre algumas marmitas pra dar de comer às crianças de rua. Porque o importante é eu encher o meu celeiro até onde der. O importante é o meu reino, é a minha justiça. Eu trabalhei. Eu suei. Não, não, não, não. Não foi Deus quem me deu, não. Não, não foi Deus quem me abençoou, não, não, foi eu quem ganhei. É justo. Eu trabalhei, é meu. Porque o importante é eu viver como se não houvesse morte, e Deus que me livre de pensar em morte. Coisa negativa não é Deus. O importante é eu viver como se não houvesse morte, pra que quando a minha hora chegar, eu venha a morrer como alguém que nunca quis viver. 

Porque está escrito na palavra de Deus em Mc 8 e Mt 16: "Então Jesus começou a ensinar-lhes que eranecessário que o filho do homem sofresse muitas coisas e fosse rejeitado pelos líderes religiosos, pelos chefes dos sacerdotes e pelos mestres da Lei. Fosse morto e, três dias depois, ressuscitasse. Ele falou claramente a este respeito. Então Pedro, chamando-o a parte, começou a repreendê-lo [Vejam como desde o início, a igreja se escandalizou com a mensagem da morte] Jesus, porém, voltou-se, olhou para os seus discípulos e repreendeu Pedro, dizendo: "Arreda Satanás! você não pensa nas coisas de Deus, mas nascoisas dos homens"[ Você não está de olho no reino de Deus, mas está de olho no reino dos homens!] Então Ele chamou a multidão e os discípulos e disse: "Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me" [Se quiser, se alguém quiser] Porquanto, quem quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas quem perder a vida por minha causa, achá-la-á. Pois o que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou, o que dará o homem em troca da sua alma? Porque o filho do homem, o Filho de Deus há de vir na glória do Seu Pai, Ele há de voltar com Seus anjos" . E então retribuirá a cada um, conforme as suas obras.

Quem fizer de tudo para garantir a sua vida neste mundo, não merecerá a vida no outro. E quem fizer de tudo para garantir a sua vida no outro mundo, perderá a sua vida neste, perderá o controle da sua vida neste mundo. Quem viver de olho nos tesouros deste mundo, receberá somente aquilo que este mundo é capaz de dar. Mas quem viver com os olhos fixos no tesouro eterno, este receberá, este haverá de receber aquilo que a eternidade tem pra dar. Entendam algo... Sabem por que existem religiosos fanáticos que se matam, que se suicidam, que dão as suas vidas para serem destruídas, sabe por quê? Porque eles estão pensando na eternidade, eles estão de olho na eternidade. E sabe por que você se recusa a negar-se a si mesmo e entregar o controle da sua vida a Deus? Porque você está pensando demais nesta vida. E mais, sabem por que é que estes fanáticos acabam dando as suas vidas? Porque eles passaram a vida toda, a vida inteira, ouvindo de seus mestres que morrer é algo valioso, eles passaram a vida toda ouvindo de seus mestres que morrer é algo bom, é algo nobre, é algo honroso, que morrer gera vida. Gera vida. Mas e a igreja? Mas onde está a igreja? Onde está a voz profética? Onde estão os que pregam a verdade? Onde estão os que pregam? Morram! Onde estão os mestres de Deus a gritarem? Morram!
Morram! Pra viver, morram! Por amor a Cristo, morram! Por amar a Deus acima de tudo, morram! Onde estão? Por que os missionários moravianos se vendiam como escravos, pra poderem pregar aos escravos? Porque alguém lhes ensinou que esta vida não vale a pena ser vivida se não for vivida pra Deus. Alguém lhes havia ensinado que, pra que outros pudessem viver, valia a pena morrer. Enquanto muitos parecem estar fascinados demais com mestres que pregam apenas vida nesta vida... mestres que distorcem o significado de vida em abundância... Apesar disso... Apesar disso, existem alguns remanescentes, existem ainda alguns que se recusam a se prostrar diante dos bezerros de ouro. Existem ainda alguns que se permitem ser aflingidos por amor a Cristo. Alguns que entenderam a voz do Espírito de Cristo, do Cristo que deu o exemplo a ser seguido, não apenas em vida, mas na morte de cruz... e são capazes de dizer "Já não sou eu quem vivo, mas Cristo vive em mim" Cristo vive em mim. Amados, a vida é para os que creem, e os que creem não têm medo da  morte, não devem ter medo da morte. Quem tem medo da morte não crê. E quem não crê, não viverá. E eis que o morte é o maior medidor da fé. Os que morrem são os que creem. 

E termino com um texto bíblico que está em 2Tm 4:2-4, diz assim: "Pregue a palavra [Pregue a palavra], esteja preparado a tempo [e fora de tempo], repreenda, corrija, esorte com toda a paciência e doutrina. [Por quê?] Porque chegará o tempo em que não suportarão a são doutrina [chegará o tempo em que não suportarão os caminhos de Deus, os pensamentos de Deus]; ao contrário, sentindo coceira nos ouvidos, juntarão mestres para si mesmos, segundo as suas próprias cobiças." E estes se recusarão a dar ouvidos à verdade, se recusarão, voltando-se para as fábulas, preferindo acreditar nos mentirosos finais felizes. Que este não seja você, para a glória de Cristo Jesus. Amém.

Postado por Wagner Lemos

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Sendo verdadeiramente Transformado pelo Evangelho


Há muito tempo tenho me cobrado uma transformação radical em minha vida, um desejo enorme de transformar  minha vida espiritual e tentar ser mais parecido com Cristo a cada dia.


Mas confesso: minhas inúmeras tentativas foram em vão. Hoje percebi que meu foco ou as direções nas quais havia tomado estavam erradas. Tentei uma mudança por mim mesmo, uma "reviravolta" com minhas próprias forças...


Mas apesar de toda situação e frustração tenho aprendido muito com meus erros e tirados lições para toda vida.


Hoje consigo perceber que se quiser ser verdadeiramente transformado pelo evangelho preciso estar disposto a renunciar meu EU, renunciar tudo e me entregar por completo, amar a Deus acima de todas as coisas e prezar pela sã doutrina defendendo a verdade.


Estimo que os principais passos para a transformação sejam:


- Leitura bíblica diaria: Essa leitura deve ser feita com uma boa hermenêutica onde devemos nos isentar dos nossos costumes para que a mesma não a mesma não seja tendenciosa. Dessa forma ficaremos imunes contra as novas teologias que vem chegando (sempre embutido uma mensagem de prosperidade e triunfalismo). Aquele que lê, medita e guarda a palavra em seu coração, não cai no engôdo espiritual e nem na apostasia. 


- Amar a Deus acima de todas as coisas: Creio que esse passo é o mais importante e que irá dar inicio a todo esse processo continuo de "ser transformado" pelo evangelho. Amando a Deus não teremos nossa vida como preciosa e negaremos a nós mesmos, desta forma ELE encontra liberdade para agir e transformar toda nossa vida!


- Amar o nosso irmão como Deus ama - É impossível haver transformação enquanto não amarmos verdadeiramente nossos irmãos como eles são! Afinal, como poderemos amar a Deus se não conseguimos amar nosso irmão que podemos ver e tocar.


Se você assim como eu deseja e anseia dia apos dia ser transformado pelo Evangelho através da doce presença do Espírito Santo que nos convence dos erro e nos guia, atraves do Cristo que pagou um alto preço pela nossa liberdade e ainda advoga ao nosso favor junto ao Pai e através de Deus que emana amar e misericórdia e amor. Prepare-se! 


Deus sempre termina o que começa!
Deus não deixa seus projetos pelo caminho.
A obra que começa, Ele completa!

Sejamos transformados pelo Evangelho simples e genuíno,
Sejamos canal para que outros sejam transformados,
Sejamos apenas um de muitos que serão transformados!

Postou Wagner Lemos  (@webevangelista)

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Não posso e Eu poderei


“Posso todas as coisas naquele que me fortalece” (Filipenses
4:13).

Dois pequenos homens estavam contemplando uma montanha.
Um se chamava “Não Posso” e o outro “Eu poderei”.
O primeiro falou: “Não posso subir esta montanha de jeito nenhum”. Ele continua quieto na parte inferior da montanha.
O outro disse: “Eu poderei subir, sem dúvida, esta montanha”. Ele está, agora, no topo da montanha
 Dois pequenos homens estão vivendo junto à montanha — na parte de baixo se encontra o “Não Posso” e na parte de cima o “Eu poderei”.

Quantas bênçãos deixamos de receber e quantos sonhos ficam esquecidos no caminho de nossas vidas simplesmente porque a nossa confiança é semelhante a do pequeno homem “Não Posso”.
As dúvidas se instalam em nossos corações, a determinação  nos assiste de longe, a vontade se torna cada vez mais fraca e inoperante. Falta-nos o condimento essencial para uma mudança: a fé.

Quando esta fé é convidada a morar em nossos corações, a insegurança bate em retirada, o conformismo vai deixando de fininho a nossa casa e a esperança enche nossas janelas de flores de todas as cores e matizes.
O pequeno homem “Não posso” é despedido e convocamos imediatamente o “Eu Poderei”. Passamos a crer não em nossas próprias forças ou capacidade, mas no Deus Poderoso que nos ensinou — “tudo é possível a o que crê”.
Não haverá obstáculo que não possa  ser transposto e nem montanha que não possa ser escalada.

Cabe a nós decidir o que queremos: continuar vivendo de maneira insignificante, sem anseios e sem sonhos ou segurar na mão do Senhor e começar a escalar a montanha das vitórias e da felicidade.
NEle podemos todas as coisas e nada impedirá que experimentemos Suas incontáveis e maravilhosas bênçãos.

Você vai continuar dizendo “não posso” ou passará a crer no
“eu poderei”?

Deus abençoe vocês !
@Pensam_Cristaos | @Hermes_Silvaa
http://pensamcristaos.blogspot.com.br

terça-feira, 19 de abril de 2011

Orar ou Trabalhar?

 Bom Dia Índios, parabéns pelo seu dia :). Tudo beleza com vocês? Na Santa Paz? Comigo ta tranquilo, por enquanto pelo menos. Nunca se sabe quando vão chegar os problemas né? Queria que eles nem chegassem, mas logo logo tão aí de novo pra me provar! Mããs, a vida continua, Firme na paçoca!
Então pessoal, espero que todos tenham uma vida de oração, afinal, orar é falar com Aquele que "Nos criou, Nos amou". O Criador do Universo e oleiro de cada um de Nós. Quem de vocês aqui Ora? Tem uma vida de oração? Não aquela coisa obrigatória, mas de coração mesmo, sente a necessidade de falar com o Pai, de manter contato! Quem de vocês? Outra Pergunta: e quem se preocupa em correr atrás daquilo que orou?

Primeiro uma rápida refelxão sobre as Respostas de Deus para a Oração:
1. Sim - Afirmação Positiva Seguindo de Felicidade do Invivíduo Ficar Mais Feliz
2. Não - Afirmação Negativa Seguindo a Necessidade de Aceitação do Indivíduo Perante a Vontade Divina.
3. Espere - Mais conhecida como "Silêncio de Deus". O Medo de todos os indivíduos.
Essas três são as únicas respostas que Deus dá as nossas orações. Cabe a nós então, aceitá-las, ou ficar de mal com Deus, você que sabe!

Voltando a questão de "e quem se preocupa em correr atrás daquilo que orou?" Exemplifico com uma histórinha:

"Um Barqueiro, que transportava pessoas, tinha escrito nos remos as seguintes palavras: em um remo, ORAÇÃO, no outro, TRABALHO. Quando estava transportando certa pessoa, foi perguntado o que significavam as palavras em seus remos. A sua resposta foi: 'Vou lhe mostrar'. Começou a remar só com o remo da ORAÇÃO, e o barco girou para um lado, sem sair do lugar. Usou então só o remo do TRABALHO, mesma coisa, só que no outro sentido. Aí usou os dois remos, então o barco começou a navegar em linha reta, para frente!"

Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta. Tiago 2:26

Galera! Se vocês pedem Firmemente a Deus e deixam isso tambem de lado, não querendo correr atrás, nem lutar pela causa, difícilmente vai conseguir tê-lo. "Deus preciso de um carro", mas não economiza pra ter um. "Deus preciso de um emprego", mas fica sentado na frente da TV. "Deus preciso de um(a) namorado(a) que seja bom", e vai procurar em baladas e festas um qualquer! Orar + Ação = Oração.

Fiquem na Paz!

Gustavo Woerner - @gustavowoerner - http://evangelistamaltrapilho.blogspot.com/

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Sua Vitória, não depende de Circunstâncias.

Salve Salve galerinha! Entramos na semana da Páscoa, onde para muitos é a "Festa dos Chocolates", o Coelhinho da Páscoa e blá, blá, blá e poucos se lembram do verdadeiro significado da mesma. Todavia, não é especificamente que tratarei o assunto o Hoje.

O mundo hoje tem pregado que pra você leitor ser um "Vitorioso", tem que ter isso ou aquilo e blá, blá, blá. Na sociedade em que estamos inseridos, é preciso "Ter" para "Ser". Somente é "Vitorioso" quando as circunstâncias são favoráveis, quando TUDO dá certo, caso contrário, és um derrotado. Em contrapartida Jesus nos mostra que é totalmente o oposto (Assim acredito). Se olharmos as histórias que a Bíblia relata, as Circunstâncias não eram favoráveis, mas em DEUS, elas eram Vencedoras.

É por isso que o Apóstolo Paulo diz: Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou (Romanos 8.37). O que isso significa? Que em Deus, somos vencedores e não importam as circunstâncias, importa a nossa confiança em Deus, a nossa vida com e em Deus. 

Vejamos o exemplo de Davi:
 
E disse Jessé a Davi, seu filho: Toma, peço-te, para teus irmãos um efa deste grão tostado e estes dez pães, e corre a levá-los ao arraial, a teus irmãos. (1ª Samuel 17.17)
E, ouvindo Eliabe, seu irmão mais velho, falar àqueles homens, acendeu-se a ira de Eliabe contra Davi, e disse: Por que desceste aqui? Com quem deixaste aquelas poucas ovelhas no deserto? Bem conheço a tua presunção, e a maldade do teu coração, que desceste para ver a peleja. (1ª Samuel 17.28). 
Então disse Davi: Que fiz eu agora? Porventura não há razão para isso? (1ª Samuel 17.29) Aqui Davi, é rejeitado pelo irmão. Além de ter ido levar os alimentos aos irmãos, ganhou um baita "Escomungo" (Giria dos dias atuais).

Porém Saul disse a Davi: Contra este filisteu não poderás ir para pelejar com ele; pois tu ainda és moço, e ele homem de guerra desde a sua mocidade (1ª Samuel 17.33). Davi, se oferece a ir lutar contra Golias, porém Saul o despreza por ainda ser muito jovem. Davi então, é mais uma vez rejeitado.

E, olhando o filisteu, e vendo a Davi, o desprezou, porquanto era moço, ruivo, e de gentil aspecto. Disse, pois, o filisteu a Davi: Sou eu algum cão, para tu vires a mim com paus? E o filisteu pelos seus deuses amaldiçoou a Davi. Disse mais o filisteu a Davi: Vem a mim, e darei a tua carne às aves do céu e às bestas do campo (1ª Samuel 17. 42/44). Aqui, Davi é mais uma vez rejeitado, zombado. 

Se olharmos e analisarmos TODA a situação, Davi realmente não tinha condições nenhuma de ser um Vitorioso contra Golias, a circunstância não favorecia. Davi, era o menor dos filhos de Jessé, o menor, o mais fraco, ninguém o considerava para ser o próximo Rei, depois de Saul. Davi, tinha todas as circunstâncias favoráveis para ser um derrotado. Porém, Davi confiava em Deus, sabia que sua vitória estava em Deus e, não nas circuntâncias. O final da história, Todos sabem. Davi acerta um pedra na Testa de Golias, e depois o arranca a cabeça com a própria espada de Golias.

Se você caro leitor, se acha um derrotado por não ter conseguido algo, sinto-lhe dizer: Mas você confia nas circunstâncias e não em Deus. E sim, eu também já me considerei derrotado por algumas circunstâncias. Mas Deus, nos mostra que nossa vitória, depende da nossa intimidade e confiança NELE. 
Mas calma ae, não to falando da vitória da prosperidade e "teologia da prosperidade". Estou dizendo que nossa vitória, em TODOS os aspectos deve estar centrado em Deus. Se Deus nos dará um conforto material, ai é outra história. Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas (Mateus 6.33). Essas demais coisas, são as necessidades básicas (comida, bebida, vestimenta).

E para você entender o que é ser vitorioso em Deus, termino com um dos maiores exemplos de vida (Sob meu olhar). O Apóstolo Paulo diz em Filipenses 4.11/13: Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho.Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade.Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.

Acredito que temos que mudar nosso conceito sobre Vitória e Derrota. Olhar para Deus e não para as circunstâncias.

Deus Abençoe, boa semana, fiquem na Paz. 




 

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Músicas do Mundo que me Edificam

Salve galerinha, a poucos minutos estava conversando com meu brother @gustavowoerner do blog http://evangelistamaltrapilho.blogspot.com/ sobre estarmos sem idéias para postar no blog, devido a correria da faculdade. Ele então teve uma idéia bombástica e eu resolvi postar sobre uma música da Banda Avenged Sevenfold - Seize The Day (Aproveite o Dia). A banda é secular, alguns membros erão "cristãos" quando menores, mas no EUA o conceito de Cristão é meio complexo e não é isso que falarei aqui, e sim, da música.
  Esse vídeo é tradução da música.
Esse é o clipe da música.

 A música fala pra aproveitar o dia, e o clipe da música se faz com um jovem, que tinha uma namorada grávida, mas que resolveu ir assaltar uma loja com seus amigos, mas acabou sendo preso. Alguns anos passam, e sua namorada então, vem à falecer. Ele, fica viúvo e com um filho para cuidar. Resumidamente é isso que acontece.

Então você pode estar se perguntando quão edificante é a música, não é? Então eu digo o que EU acho. 
Analisemos  a primeira frase da música: Aproveite o dia, ou acabe lastimando o tempo perdido. O cara, tinha tudo pra construir uma família, sua namorada estava grávida. Mas, ele quis sair com os amigos e assaltar uma loja, acabou preso, anos depois sua namorada morre e ele chora no túmulo dela.

Outra frase: Mas eu sou tão jovem para me preocupar. Sim, Ele era jovem, mas acabou que perdeu uma vida toda pela frente por não se preocupar com seu futuro.


Enfim, a música toda para minha pessoa, é reflexiva. A lição que tiro dessa música é que:
Mesmo eu sendo jovem (Tenho 21) eu tenho que planejar meu futuro, saber o que quero da minha vida. Que tenho que aproveitar o meu dia, fazendo o bem ao próximo, pregando o evangelho, seja lá o que for, mas de maneira saudável. Em relação a uma namorada, valorizar o namoro também, pra não ficar só, pra que não restem apenas fotografias e lágrimas em cima de um caixão.


Alegra-te, jovem, na tua mocidade, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas estas coisas te trará Deus a juízo. Eclesiastes 11:9


Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. Filipenses 4:8

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Respeito, Passe adiante

DISSERTAÇÃO DE MESTRADO NA USP por um PSICÓLOGO

'Fingi ser gari por 1 mês e vivi como um ser invisível'

Psicólogo varreu as ruas da USP para concluir sua dissertação de mestrado da
'invisibilidade pública'. Ele comprovou que, em geral, as pessoas
enxergam apenas a função social do outro. Quem não está bem posicionado
sob esse critério, vira mera sombra social.

Plínio Delphino, Diário de São Paulo.
O psicólogo social Fernando Braga da Costa vestiu uniforme e trabalhou
um mês como gari, varrendo ruas da Universidade de São Paulo.
Ali,constatou que, ao olhar da maioria, os trabalhadores braçais são
'seres
invisíveis, sem n ome'.
Em sua tese de mestrado, pela USP, conseguiu comprovar a existência da
'invisibilidade pública', ou seja, uma percepção humana totalmente
prejudicada e condicionada à divisão social do trabalho, onde enxerga-se
somente a função e não a pessoa. Braga trabalhava apenas meio período
como gari, não recebia o salário de R$ 400 como os colegas de vassoura,
mas garante que teve a maior lição
de sua vida:

'Descobri que um simples bom dia, que nunca recebi como gari, pode
significar um sopro de vida, um sinal da própria existência', explica o
pesquisador.

O psicólogo sentiu na pele o que é ser tratado como um objeto e não como
um ser humano.
'Professores que me abraçavam nos corredores da USP passavam por mim,
não me reconheciam por causa do uniforme. Às vezes, esbarravam no meu
ombro e, sem ao menos pedir desculpas, seguiam me ignorando, como se
tivessem encostad o em um poste, ou em um orelhão', diz.
No primeiro dia de trabalho paramos pro café. Eles colocaram uma garrafa
térmica sobre uma plataforma de concreto. Só que não tinha caneca. Havia
um clima estranho no ar, eu era um sujeito vindo de outra classe,
varrendo rua com eles. Os garis mal conversavam comigo, algunsse
aproximavam para ensinar o serviço.
Um deles foi até o latão de lixo pegou duas latinhas de refrigerante
cortou as latinhas pela metade e serviu o café ali, na latinha suja e
grudenta. E como a gente estava num grupo grande, esperei que eles se
servissem primeiro.
Eu nunca apreciei o sabor do café. Mas, intuitivamente, senti que
deveria tomá-lo, e claro, não livre de sensações ruins. Afinal, o cara
tirou as latinhas de refrigerante de dentro de uma lixeira, que tem
sujeira, tem formiga, tem barata, tem de tudo. No momento em que
empunhei a caneca improvisada, parece que todo mundo p arou para assistir
à cena, como se perguntasse:
'E aí, o jovem rico vai se sujeitar a beber nessa caneca?' E eu bebi.
Imediatamente a ansiedade parece que evaporou. Eles passaram a conversar
comigo, a contar piada, brincar.

O que você sentiu na pele, trabalhando como gari?
Uma vez, um dos garis me convidou pra almoçar no bandejão central.
Aí eu entrei no Instituto de Psicologia para pegar dinheiro, passei pelo
andar térreo, subi escada, passei pelo segundo andar, passei na
biblioteca, desci a escada, passei em frente ao centro acadêmico, passei
em frente a lanchonete, tinha muita gente conhecida. Eu fiz todo esse
trajeto e ninguém em absoluto me viu.
Eu tive uma sensação muito ruim. O meu corpo tremia como se eu não o
dominasse, uma angustia, e a tampa da cabeça era como se ardesse, como
se eu tivesse sido sugado. Fui almoçar, não senti o gosto da comida e
voltei para o trabalho atordoado.
E depois de um mês trabalhando como gari? Isso mudou?
Fui me habituando a isso, assim como eles vão se habituando também a
situações pouco saudáveis. Então, quando eu via um professor se
aproximando - professor meu - até parava de varrer, porque ele ia passar
por mim, podia trocar uma idéia, mas o pessoal passava como se tivesse
passando por um poste, uma árvore, um orelhão.
E quando você volta para casa, para seu mundo real?
Eu choro. É muito triste, porque, a partir do instante em que você está
inserido nessa condição psicossocial, não se esquece jamais.

Acredito que essa experiência me deixou curado da minha doença burguesa.
Esses homens hoje são meus amigos. Conheço a família deles, freqüento a
casa deles nas periferias. Mudei. Nunca deixo de cumprimentar um
trabalhador.
Faço questão de o trabalhador saber que eu sei que ele existe.
Eles são tratados pi or do que um animal doméstico, que sempre é chamado
pelo nome. São tratados como se fossem uma 'COISA'.

*Ser IGNORADO é uma das piores sensações que existem na vida!
Respeito: passe adiante!

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Como agir ?

Olá galera, tudo bem com vocês ?!
No nosso post de hoje vamos aprender mais uma vez com o nosso apostolo Paulo, e a ref. de hoje se encontra em Efésios 4:17-32 (Leia se possivel)

Os seres humanos foram criados por DEUS para exercer ao máximo e livremente sua capacidade intelectual. Entretanto, quando o uso da inteligência e da criatividade é realizado longe do amor e da direção do Espírito de DEUS, torna-se inócuo, frustante e muitas vezes perigosos (Rm 1.21)
Paulo acaba de considerar a unidade e a maturidade v.13, (literalmente no original grego "homem maduro"), como objetivo gêmeos e simultâneos para o ministério do Corpo de Cristo: a Igreja, a qual Deus gerou pela morte e ressureição de Cristo. Agora, Paulo passa a demonstrar que a pureza também é essencial entre os que pertencem a DEUS.

"Estremecei de ira, mas não pequeis", acalmai a vossa raiva antes que o sol se ponha, e não deis lugar ao diabo (v.26,27) - O ser humano não é deprovido de suas emoções naturais quando se torna um cristão convicto e fiel. Todavi, há uma benção poderosa reservada para os cristãos que confiam na direção do Espírito de Deus e se submetem aos seus cuidados todos os sentimentose vontades. Por isso, Paulo exorta os cristãosa terem cuidado com a raiva e o furor, os quais devem ter sua expressão purificada pelo Espírito ates de provocarem mais destruição, pois nossa tendência natural é sempre pagar o dobro pelo mal que nos causaram. Portanto, somos  advertidos a exercer a humildade e a paciência, como demonstração de fé na perfeita ação de DEUS, e a não deirarem que sua indignação ultrapasse o período max. de 1 dia (Sl 4.4)

Re-veja os v.28,29 - O cristão é uma nova criação de DEUS absolutamente nova e diferente do ser humano natural. Por isso, ao crente não basta abandonar as práticas imorais e irracionais do "velho homem", mais cooperar de todas as formas (palavras e aitutes práticas) para a tranformação desse sistema mundial decaído e fadado a destruição. Quem roubava ou extorquia, agora como cristão, deve se deixar guiar pelo Espírito Santo às boas obras (e o pior é que tem um monte de cristão roubando por ai #Oremos). E aquele que usa palavra para expressar rancor e impropriedads não apenas cessar com esse mau costume, mais passa a conhecer o poder da palavra e usa-lá de forma assertiva, construtiva e abençoadora.

Sendo uma pessoa reta não entristeceremos o Espírito Santo de DEUS.

Deus abençoe  a cada um de vocês !

Por - @Hermes_Silvaa | @Pensam_Cristaos
http://pensamcristaos.blogspot.com/

terça-feira, 12 de abril de 2011

Destino, Coincidência, Acaso e Afins!

Boa Tarde Galera! Tudo bem com vocês? Comigo tá ótemo, dia de sol aqui e um céu azul que é coisa de loco! Então gente, pensando no que poderia ser tratado no meu post de terça-feira aqui no Transformados pelo Evangelho, lembrei do que aconteceu ontem: Esses dois posts (um do Fayson e outro meu) http://faysonmerege.blogspot.com/2011/04/eu-quero-carregar-minha-cruz.html e http://evangelistamaltrapilho.blogspot.com/2011/04/cruz-de-cristo.html acabaram "coincidindo", o meu saiu às 16h32min e o dele às 16h35min.

Entretando, o meu post, como vocês podem ver ali, fala sobre o significado da Cruz, e o dele sobre que nós devemos carregar essa Cruz! E velho, lendo um e pulando pro outro, se completam, e nós nem combinamos :).

Esse exemplo real me trouxe a tona algo que particularmente gosto muito: Isso foi "Destino, Coincidência ou Acaso?" Ó DEUS, quem poderá me ajudar?? Ahá, Bíblia Sagrada, Manual de Instrução do Ser Humano. Quer melhor exemplo que a Bíblia? Antigo Testamento - Promessas, Professias. Novo Testamento - Tudo que foi previsto acontece, com algumas centenas de anos de diferença entre os dois testamentos. E aí, é mole? Seria mais fácil acerta no Loteca!

"Os teus olhos viram o meu embrião; todos os dias determinados para mim foram escritos no teu livro antes de qualquer deles existir." Salmos 139:16. Olha aí, "Todos os dias determinados", será acaso ainda?
 - Mas Gustavo, se todos os dias estão determinados, onde fica o "Livre Arbítrio" que DEUS concedeu para nós??
Já chego lá irmão, calma aí. DEUS é tão Grande, que ele respeita nossas decisões, por isso dotou SOMENTE o ser humano do Livre Arbítrio.
-Mas Tioo, tu ainda não respondeu minha pergunta .-.!
Tá muleque, é que assim, Deus é Onipotente, Onipresente e Oniciente, ou seja, ele Sabe de Tudo, Vê Tudo e é Mais Forte do que Tudo. Ele conhece o passado, presente e futuro. Ele conhece as nossas futuras decisões. Ele sabe a que horas vamos levantar. Sabe se escovamos os dentes, "Até os cabelos da cabeça de vocês estão todos contados." Lucas 12:7.

Destino, Conincidência ou Acaso? Acredito firmemente que é Destino: Nós que fazemos o nosso futuro, o que acontecer é baseado nas nossas escolhas, o que não acontecer, também é! 

Fiquem na Paz!

Gustavo Woerner - http://evangelistamaltrapilho.blogspot.com/ - @gustavowoerner 

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Eu quero carregar a minha cruz


Ao analisarmos a caminhada de Jesus levando sua própria Cruz, para mais tarde morrer na mesma, Ele carregou a minha e a sua cruz também. Mas no meio do caminho Deus-Pai concedeu um momento de alívio, de refrigério, escolhendo um homem para carregar a cruz. E olhando detalhadamente, a Bíblia diz que nenhum, NENHUM homem se ofereceu para carregar a cruz. O momento era de medo, angústia, sofrimento, mas Deus escolheu a Simão.

De certa forma, é “engraçado” ler quem nem os discípulos, que caminharam com Jesus, se ofereceram a carregar a Cruz. E conosco não é diferente nos dias atuais, nós não temos nos oferecido para carregá-la a nossa cruz, achamos desculpas para tudo! Ah Deus, ta muito pesada, Alivia ai! Eu não agüento mais! No entanto, queremos participar da Glória, desfrutar do melhor que Deus tem pra nós, como seus filhos. E essa parte, é a mais fácil, convenhamos.

Deus, certamente tem me escolhido e escolhido você, para também carregar a cruz, para que nos possamos desfrutar de uma glória futura, mas não antes de sermos participantes da cruz. Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me; Mateus 16:24.

Sabe o que penso desses “cristãos” que querem benção, mas não querem a Cruz, uns bobalhões. É fácil agradecer a Deus pelo sacrifício na cruz. Um muito obrigado Deus, e nada mais. Onde estão os que dizem amar a Deus, e na primeira tempestade, afundam no medo? Quem irá carregar a sua cruz, sem olhar pra trás? Sem reclamar?

Nós vivemos em um país Livre, onde não somos perseguidos! Mas, será que de fato nós “cristãos acomodados” viveríamos como CRISTÂOS nos países que perseguem, torturam, mata quem professa sua fé em CRISTO?

Eu quero carregar a minha cruz, hoje, amanhã e para sempre. Quero ser um participante da Glória, mas não antes de ser um participante da cruz. Eis-me aqui Senhor, Eu quero carregar a minha cruz. Quero aliviar a sua dor.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Faz de Novo

 

Não sei se você, como eu, viu algo além do que simplesmente um cara MUITO motivado nesse video. Essa história me soou como uma forte evidência de que Deus sabe insistir naquilo que é dado como completamente perdido. Quando assisti pela primeira vez, fiquei perguntando a Deus: "O quão insistente o Senhor consegue ser numa vida que nada e nem ninguém apostaria?" Um autor uma vez escreveu:

"As crianças têm uma vitalidade abundante, são impetuosas e livres de espírito, e portanto querem as coisas repetidas e inalteradas. Elas sempre dizem "De novo"; e o adulto faz de novo até ficar quase morto. Os adultos não são suficientemente fortes para exultarem na monotonia. Mas talvez Deus seja suficientemente forte para exultar na monotonia.É possível que Deus diga ao sol todas as manhãs: "De novo", e diga à lua todas as noites: "De novo". Pode ser que não seja uma necessidade automática que faz todas as margaridas iguais; pode ser que Deus faça cada margarida separadamente, e que nunca tenha cansado de fazê-las. Pode ser que Ele tenha um eterno apetite de infância; pois nós pecamos e envelhecemos, e nosso Pai é mais jovem do que nós. "

O texto acima é de Gilbert Keith Chesterton, e foi retirado do seu livro intitulado Ortodoxia.
Me parece fazer todo sentido mesmo: em meio a "monotonia", Deus sempre sabe dizer à vida, quantas vezes for preciso: "faz de novo!" E sua capacidade de insistir naquilo que é dado pelos homens como fracasso, me parece assustadoramente insondável.
 
Retirado do www.crentassos.blogspot.com, e postado por @caiostolf
Bom Final de Semana galeritia!
Deus Abençoe.