quinta-feira, 29 de setembro de 2011

(Noticia Atualizada) Pr. #YousefNadarkhani pode ser executado a qualquer momento

Pastor iraniano permanece firme na fé, em face da Execução

(COMPASS) 

Tribunal para determinar o destino Yousef Nadarkhani na próxima semana.
 Pastor Yousef Nadarkhani se recusou a negar sua fé cristã hoje na audiência, quarta e última, no Irã para apelar sua sentença de morte por apostasia (abandono do islã). 
A casa de corte em Rasht, 243 km (151 milhas) a noroeste de Teerã, tem swarmed com forças de segurança durante quatro dias consecutivos desde domingo (25 de setembro), o primeiro dia de suas quatro audiências de recurso. Ao aplicar a sharia (lei islâmica), o tribunal na segunda-feira, terça-feira e hoje deu a Nadarkhani três chances para negar o cristianismo e retornar ao islamismo a fim de que sua vida seja poupada. Em todos os casos, Nadarkhani se recusou. 
"Estou em contato com o Irã," uma fonte próxima à família Nadarkhani disse, "mas a notícia não é muito boa. Vamos ver... Se eles realmente querem, eles podem matá-lo, porque ele não renunciou à sua fé. Terminou hoje. Nós deixamos tudo nas mãos de Deus. " 

As autoridades prenderam Nadarkhani em sua cidade natal de Rasht em outubro de 2009, porque ele teria questionado aulas de religião obrigatória nas escolas iranianas. Em setembro de 2010, o tribunal de apelações em Rasht o considerou culpado de apostasia e em novembro foi emitida uma confirmação por escrito de seus encargos e sentença de morte. 
Em uma audiência de apelação, em junho, a Suprema Corte do Irã confirmou sentença Nadarkhani, mas pediu ao tribunal em Rasht para determinar se ele era um muçulmano praticante antes de sua conversão. A Suprema Corte também determinou que sua sentença de morte poderia ser anulada se ele negasse sua fé. 
No domingo (25 de setembro) nas duas primeiras horas e meia do tribunal, os juízes determinaram que Nadarkhani de fato não era um muçulmano praticante antes de sua conversão ao cristianismo. A fonte disse que neste período de tempo as coisas pareciam mais promissores para Nadarkhani, e que o tribunal poderia reverter a sentença com base nas conclusões. 
No final, no entanto, o tribunal declarou que, embora Nadarkhani não fosse um muçulmano praticante antes de sua conversão, ele ainda era culpado de apostasia, devido à sua ascendência muçulmana, a fonte disse ao Compass. 
Agentes do serviço secreto cercaram o tribunal e mantiveram uma presença lá durante todo o dia seguinte, nem para sua mulher, Tina, era permitido entrar no tribunal. No domingo (25 de setembro), ela foi autorizada a ficar na porta por alguns minutos para ver o marido, disse a fonte. 
Um advogado de defesa disse à família Nadarkhani e amigos, há uma maneira de levar o caso ao Tribunal Supremo, ou estender a pena Nadarkhani de prisão, mas a fonte disse que as diretrizes do Supremo Tribunal Federal eram claras e que não achava que havia muita esperança. 
"Yousef é conhecido como um herói, por isso, se ele for liberado vai parecer que o governo foi derrotado", disse ele, "mas se deixá-lo na prisão poderia haver mais pressão internacional". 
É difícil, mas não é impossível, para governos estrangeiros negociar e se engajar em diplomacia com autoridades iranianas sobre o caso Nadarkhani, a fonte disse, acrescentando que sua situação poderia ser mais esperançosa se eles interviessem. 
"Eles precisam começar a negociar", disse a fonte. "É o momento de negociar, porque se o fizerem, a situação poderia ser regulamentada." 
A fonte e a comunidade internacional disseram temer por que as autoridades podem matar Nadarkhani  a partir desta noite à meia-noite ou em qualquer momento na próxima semana. O tribunal disse que um veredicto sobre Nadarkhani seria emitido na próxima semana. 
"Eles provavelmente não irão matá-lo hoje, mas podem fazê-lo quando quiserem", disse a fonte."Eles podem enforcá-lo no meio da noite ou em 10 dias. Às vezes, no Irã, eles chamam a família e entregar o corpo com o veredicto. Eles têm ido além das fronteiras da lei. Isso não está na lei iraniana, esta é a sharia. Às vezes, eles nem sequer dão o corpo. " 
Os apelos finais audiência de hoje duraram cerca de uma hora e meia, terminando por volta da 01:00, após o advogado de defesa Nadarkhani, Mohammad Ali Dadkhah, dar a sua defesa de fechamento.Dadkhah também enfrenta acusações por "ações e propaganda contra o regime islâmico", devido a suas atividades de direitos humanos. 
As audiências na segunda-feira (26 de setembro) e ontem durou apenas 30 minutos, tempo suficiente para Nadarkhani recusar-se a negar o cristianismo. 
A fonte disse que a esposa Nadarkhani de 30 anos de idade está muito apreensiva sobre o que os tribunais podem decidir esta semana. Eles têm dois filhos: Joel, 7 e Daniel, 9. 
"A mulher está sob pressão e preocupada; podemos dizer a sua esposa está muito preocupada", disse ele. "É difícil para toda a sua família, é difícil para nós." 
Nadarkhani, cujo primeiro nome é também escrito Youcef, pertence à Igreja do Irã, um grupo que tem sido marginalizado por outros grupos cristãos iranianos sobre as preocupações de sua doutrina sobre a Trindade, que seria "inadequada". 
Esta é a de declaração de fé de sua igreja no Irã, em seu site http://www.eglisediran.org/?page_id=8 afirma que Deus é "revelada nas Escrituras como Pai, Filho e Espírito Santo (Mateus 3:16-17, 28: 19) ". 
Declaração da igreja da fé também afirma que "... o senhorio de Jesus Cristo, Filho Unigênito de Deus, o Verbo manifestado em carne. Nós acreditamos que Ele é do Espírito Santo (Mt 1:20) e Ele nasceu de uma Virgem Maria (Mt 1:23, Lucas 1:34). Nós acreditamos na Sua morte expiatória e redenção (Hb 9:28), em Sua ressurreição corporal (Lucas 24:39), em Sua ascensão (Atos 1:9-11), em seu retorno em pessoa para reunir Sua Igreja (1 Tess. 4:17), seguido por sua vinda em glória para julgar a todos e estabelecer o reino de mil anos (Apocalipse 1:7). " 
A igreja também afirma que acredita que o batismo "do Espírito Santo (Mateus 03:11, Marcos 01:08, Lucas 3:16, João 1:33, Atos 1:5, 2:38) é o novo nascimento ( João 3:5-8). Introduz o cristão na vida eterna de Deus e leva a toda a verdade, à santidade na comunhão com Cristo. " 

Postou: Wagner Lemos

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

O vermelho que deixa branco



Bom dia transformados tudo bem ?

De fato, segundo a Lei, quase todas as coisas são purificadas com sangue, e sem derramamento de sangue não há perdão.
Portanto, era necessário que as cópias das coisas que estão nos céus fossem purificadas com esses sacrifícios, mas as próprias coisas celestiais com sacrifícios superiores.
Pois Cristo não entrou em santuário feito por homens, uma simples representação do verdadeiro; ele entrou no próprio céu, para agora se apresentar diante de Deus em nosso favor;
não, porém, para se oferecer repetidas vezes à semelhança do sumo sacerdote que entra no Santo dos Santos todos os anos, com sangue alheio.
Se assim fosse, Cristo precisaria sofrer muitas vezes, desde o começo do mundo. Mas agora ele apareceu uma vez por todas no fim dos tempos, para aniquilar o pecado mediante o sacrifício de si mesmo.
Da mesma forma, como o homem está destinado a morrer uma só vez e depois disso enfrentar o juízo,
assim também Cristo foi oferecido em sacrifício uma única vez, para tirar os pecados de muitos; e aparecerá segunda vez, não para tirar o pecado, mas para trazer salvação aos que o aguardam.
Hebreus 9:22-28

Nem precisaria falar nada depois deste texto.
Presta atenção cara, segundo a lei do antigo testamento, quase todas as coisas se era purificada com a expiação do sangue de algum animal, e todo os anos o sacerdote entrava no santo dos santos para oferecer sacrifico pelo pecado de todo o povo. E por que isso hoje acabou ? Simples assim.. porque Jesus foi a expiação de todos os nossos pecados.
E agora ela não está simplesmente dentro de uma igreja ou catedral, ele está no céus a direita do trono do Pai, se apresentando em nosso favor como um advogado "Meus filhinhos, escrevo-lhes estas coisas para que vocês não pequem. Se, porém, alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo. 
1 João 2:1"
Conseqüentemente, assim como uma só transgressão resultou na condenação de todos os homens, assim também um só ato de justiça resultou na justificação que traz vida a todos os homens.
Romanos 5:18 - E esse ato se chama derramamento de sangue para purificação de pecados.
Se você por acaso pecou errou, deixa eu te falar uma coisinha "Felizes os que lavam as suas vestes, para que tenham direito à árvore da vida e possam entrar na cidade pelas portas. 
Apocalipse 22:14" 

Ainda da tempo de lavar as suas veste no sangue do cordeiro !
O maior removedor de manchas se chama é o Sangue de Jesus !

Deus abençõe !

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Testemunho Brian Sumner



Aê galerinha, mais um post de Testemunho da Séria "I am Second".
Vale muito a pena investir 8 minutinhos no vídeo!

Deus abençoe, boa semana a todos

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Ele pode socorrer ..

Salve galera tudo bem ? Antes da postagem desculpa aê transformados, pela a minha ausência a faculdade e a criação do site estava me deixando meio sem tempo esses dias. SORRY (=



Todos nos passamos por tentações hoje, e muitas pessoas falam que não é possível passar pela tentação sem se manchar com ela. ERRADO.. 
Jesus como HOMEM nos mostra que é possível sim, passar pelas tentações sem se manchar com elas. MT 4.
Jesus foi tentado em 3 tipos de área, física pois teve fome, emocional pois poderia querer provar se Deus iria mesmo o guardar e a psicológica pois se ele adorasse ao diabo teria a "tudo". Sabe como Ele venceu isso ? Usando a palavra de Deus. TÁ NA HORA DE LER MAIS A BÍBLIA ENTÃO !
Jesus sabe o que é ser tentado como homem, e ele sabe bem como te socorrer.

"Considerando, portanto, tudo o que Ele mesmo sofreu quando tentado, Ele é capaz de socorrer todos aqueles que semelhantemente estão sendo atacados pela tentação" Hebreus 2:18

Não se desespere mais com o impasse de a tentação é maior do que eu, faça como JESUS use a palavra de DEUS contra a situação em que você se encontrar.
E se você já caiu em tentação, não fique prostrado levante-se peça perdão dos seus pecados corra para o trono da graça..  "Portando, acheguemos com confiança ao trono da graça, para que recebamos misericórdias e encontremos o poder que nos socorre no momento da necessidade" Hebreus 4:16

Deus abençoe vocês !

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Testemunho Brian Head - Ex guitarrista do Korn


Vale muito investir 10 minutos assistindo esse vídeo.
Que Deus abençoe sua vida, e sua semana.

sábado, 17 de setembro de 2011

Eu sei perdoar?


Como alguns pediram para fazermos um post sobre “Perdão”, venho até vocês com alguma “resposta”, e espero que esse texto sirva pra alguma utilidade.

Primeiramente, temos que entender o que significa a palavra perdão:

O perdão é um processo mental ou espiritual de cessar o sentimento de ressentimento ou raiva contra outra pessoa ou contra si mesmo, decorrente de uma ofensa percebida, diferenças, erros ou fracassos, ou cessar a exigência de castigo ou restituição.

Olhando sob esse prisma, é muito bonito na teoria; porém na prática é mais difícil, concorda?

Porém, o perdão é o esquecimento completo e absoluto das ofensas, vem do coração, é sincero, generoso e não fere o amor próprio do ofensor. Não impõe condições humilhantes tampouco é motivado por orgulho ou ostentação. O verdadeiro perdão se reconhece pelos atos e não pelas palavras. Não basta apenas dizermos que perdoamos alguém, mas não olhamos nem na cara da pessoa; um tanto incoerente não?

Segundo o ditado popular, muitos dizem e se baseiam na seguinte expressão:

“Fácil é perdoar, difícil é esquecer”.

Eu até concordo com esse ditado, pois quando alguém nos fere é difícil esquecer, apagar a mágoa e “fingir” que nada aconteceu. Todavia, como citei acima, o perdão não impõe condições, ou seja: Eu perdôo, e consequentemente consigo esquecer.

Analisemos essa situação de José:

Faraó, rei do Egito, teve um sonho e desejava a sua interpretação. José somente foi capaz, pelo poder de Deus, para conseguir interpretar o sonho de Faraó; e isso o fez ter uma posição de poder próxima à do próprio Faraó. Com isso, José ficou encarregado da armagenazem e da distribuição dos cereais em toda a terra do Egito. Foi depois disto que os irmãos de José vieram ao Egisto para comprar cereais. Estava dentro do poder de José tomar vingança contra aqueles que tinham pecado contra ele tantos anos atrás. No entanto, a Bíblia nos conta que José experimentou seus irmãos e, tendo visto o arrependimento deles, recebeu-os com lágrimas e afeto (Gênesis 45: 1-15). Ele os tinha perdoado por seu pecado. 

Muitas pessoas não perdoariam como José o fez. Não é fácil, freqüentemente, perdoar, e quanto maior a intimidade que temos com aquele que peca contra nós, mais difícil é perdoá-lo. As Escrituras nos ensinam, contudo, que a má vontade em perdoar os outros nos retira o perdão divino.

O que isto quer dizer? Vejamos o que Jesus nos ensina:

"Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas" (Mateus 6:14-15).
Se olharmos para a tradução da palavra no grego, “perdoar” significa literalmente cancelar ou remir. O perdão, então, é um ato no qual o ofendido livra o ofensor do pecado, liberta-o da culpa.

"e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores" (Mateus 6:12).

Lembremo-nos que, nós, como pecadores; também não merecíamos o perdão; no entanto Deus nos perdoou morrendo na cruz, pagando a nossa dívida e cancelando-a. Quando precisarmos perdoar alguém, que possamos olhar para Jesus, e tomar a mesma atitude que ele, por mais difícil que seja.